Siga-nos

Regional Sul 4 promove Mutirão Catarinense da 6ª Semana Social Brasileira

Regional Sul 4 promove Mutirão Catarinense da 6ª Semana Social Brasileira

No próximo dia 26 de maio, às 19h, será realizado de modo online o Mutirão Catarinense da 6ª Semana Social Brasileira. O presidente da Comissão Pastoral para a Ação Sociotransformadora da CNBB do Regional Sul 4, Dom Guilherme Antônio Werlang, e a articuladora regional da Pastoral Social, Juliana Kades, convidaram todos os membros das Pastorais Sociais de Santa Catarina para o encontro em uma carta enviada na última semana.

Na oportunidade, serão promovidas reflexões alusivas ao tema Mutirão pela Vida: por Terra, Teto e Trabalho e o processo metodológico para a construção, de forma colaborativa, com as Pastorais e Movimentos Sociais o Projeto Popular O Brasil que queremos: o Bem viver dos povos.

Segundo a carta, “essa é uma ação evangelizadora que busca articular pessoas de boa vontade, famílias, igrejas, movimentos sociais e populares, e a sociedade brasileira para que busquem construir em Mutirão pela Vida, a sociedade do Bem-Viver sem desigualdades, discriminações e preconceitos e possibilitar que todas as pessoas tenham terra, teto e trabalho, especialmente as mais empobrecidas. É fundamental que você que se colocou à disposição para a Escola de Fé e Cidadania, se insira nesse processo. Para tanto, estamos convidando a cada uma e cada um para esse momento de conversa, onde poderemos refletir melhor sobre a 6ª SSB e de que forma podemos contribuir com esse grande mutirão nacional popular para o país.”

A 6ª Semana Social Brasileira foi iniciada em 2020 e se estenderá até 2023. A partir da temática “Mutirão pela Vida: por Terra, Teto e Trabalho”, o objetivo é tecer uma grande rede na proposta de construção do Projeto Popular “O Brasil que queremos: o Bem Viver dos Povos”, a partir dos acúmulos das cinco edições anteriores. No ano de 2021, foram dados alguns passos, realizados três Mutirões Catarinense da 6ªSSB, na qual ajudaram a aprofundar o tema e o eixos norteadores, instrumentalizando as equipes diocesanas para a organização das atividades locais. A proposta era que, no ano de 2022, fosse trabalhado mais com elementos importantes que auxiliem ainda mais no debate entorno da democracia, economia e soberania, bem como, envolvesse diversos atores sociais e sujeitos nesse mutirão. Como parte do processo metodológico de animação da 6ª Semana Social Brasileira, é preciso avançar ainda mais na construção do Projeto Popular para o Brasil. Os debates ocorridos nos Mutirões Regionais e Diocesanos serão importantes para esse novo momento de 2022.

Para participar, é preciso enviar um e-mail [email protected], aos cuidados de Juliana Kades. Para saber mais sobre a Semana Social Brasileira, acesse: https://ssb.org.br.